Pus um título aqui ou não

Nada
É alguma coisa
Mas ainda não é coisa

Tudo
Muitas coisas
Mas não uma coisa
Por ser tanto
É um nada coisa.

Coisa
Pode ser tudo
Não pode ser nada
Nada não é coisa
Na ciência do nada
Se nasce a coisa.

1 comentários:

Guilherme Augusto 2 de dezembro de 2011 00:05  

Estou para dizer que este é um de seus melhores poemas... adorei le-lo e parabéns pela criatividade genial na estrutura apresentada... onde Tudo e Nada podem ser a mesma Coisa.

ou seja...

TÁ FODA!!!