Numa noite

Cruzei ruas
Muitos passos
Sem pés

Segurava pesos no alto
da cabeça
Se perde o vento
Do medo que entra
nos olhos

Em direção às ondas
do profundo breu
Calmaria espera
E eu à espreita

Indo e ficando