31

Últimas horas para avançar
Um tempo prestes a terminar
Contagem regressiva da vida.

Angústia do término
Ansiedade de chegar
A inconstância da vontade.

Volta ao mesmo
À espera do novo
Fico pensando em palavras
Mas elas não querer me dizer nada
Penso na vida e elas voltam correndo para mim

Mas passam
E não sei mais o que a vida era
Quando falaram da vida para mim.

2 comentários:

Guilherme Augusto 31 de julho de 2011 23:57  

Por isso não podemos ficar esperando que algo de novo aconteça para nós, e sim ao contrário, devemos apresentar algo novo para nós mesmos... :)

Cereja The Make Up Show! 1 de agosto de 2011 20:39  

Penso na qual tão incrivelmente ela descreve como nos sentimos diante da vida.

Penso que diante da vida passamos e muitas vezes não a vemos...

Quando uma poetisa toca o coração, é que podemos dizer, sim, você está no caminho certo.

E acredite, a probabilidade disto ocorrer é rara, muito rara, quase como ver uma aurora boreal ou ainda presenciar o sol da meia noite.

Valeu por ser minha amiga, tradutora, e um ser especial.

bjs

Jamile Chahine - Cereja para todos!
Make Up Artist!